A PEQUENA VENEZA

Treviso, é uma adorável cidade que desponta sobre a planície Vêneta, uma das regiões mais belas e prósperas  da Itália.

A cidade é banhada por muitas nascentes denominadas “fontanassi”. Rios e canais, adornados por pontes e esculturas, cortam a cidade e lhe conferem todo um romantismo…

…E o apelido de “pequena Veneza“.

Muitas vezes, a coloração esverdeada destes canais funde-se à da vegetação das margens, formando um tapete verdejante único. E, navegando por estes canais, ao invés de famosas gôndolas venezianas, encontramos patos.

Ah!….Fofas famílias de patos selvagens!

UMA CIDADE REPLETA DE HISTÓRIA, ROMÂNTICA, ARTÍSTICA  E MODERNA…

Acredita-se que a cidade surgiu como posse paleo-vêneta, a partir do assentamento de uma tribo a beira do rio Sile. Quando tomada pelos romanos passou a ser chamada de Tarvisium (Tarvos em céltico, touro).  

Desde então, foi conquistada e governada por diferentes ducados e reinados. Sofreu fortemente  durante as duas grandes guerras mundiais e foi praticamente destruída.

Felizmente hoje, a cidade tem seu centro histórico e monumentos lindamente restaurados e que dialogam harmonicamente com edificações mais recentes.

Mas, caminhando por suas ruas não nos deparamos somente com monumentos históricos. Encontramos também várias lojas de grife, pois Treviso é reconhecida como berço de grandes marcas como a Benetton, Stefanel e Diadora.

United Collors of Benetton – Treviso, Itália.

UMA CIDADE ENOGASTRONÔMICA
Prosecco, o espumante em voga no momento.

Treviso também é a cidade do vinho e da gastronomia, sendo uma das principais vias de acesso para a Estrada do Prosecco.

De acordo com a legislação italiana, este vinho só pode ser produzido em uma área delimitada do nordeste da Itália e, inserido na província de Treviso, entre as colinas de Conegliano e Valdobbiadene, encontra-se a alma do Prosecco.

É nesta região que o espumante italiano com o mais elevado selo de qualidade é produzido, o Conegliano Valdobbiadene Prosecco Superiore.

A culinária

Um dos pratos típicos dessa região é a Polenta  ou o Spaghette Al Nero di Seppia, cujo sabor é divino. Vale a pena experimentar!

Polenta al Nero di Seppia – Treviso, Itália (Foto: DoCarmo).

Uma  excelente opção para saborear a culinária tradicional acompanhada de um vinho trevisano  é a Trattoria  All’Oca  Bianca.  A sobremesa fica por conta do Le Beccherie  que em 1962 inventou uma das sobremesas italianas mais famosas no mundo, o Tiramisu.

Tratoria All’Oca Bianca – Treviso, Itália (Foto: DoCarmo).

O CENTRO HISTÓRICO

Treviso tem o seu centro histórico parcialmente cercado por uma muralha de 4 Km de extensão e considerada uma  maravilhosa obra da engenharia do renascimento.

Sobre ela há um trajeto arborizado, onde é possível  percorre-lo à pé, ou simplesmente, sentar-se e relaxar sob um dos castanheiros.

Na muralha há três pórticos renascentistas: A majestosa Porta San Tomaso, a Porta Quaranta e a mais singela das três, a Porta Altinia.

Muralha de Treviso, Itália (Foto: DoCarmo)

Percorrendo a muralha, no ponto onde o rio Botteniga entra na cidade dividindo-se em três canais, está a Ponte de PriaEsta ponte contém sete poderosos arcos e sistemas de comportas,  projetadas no século XV, para inundar os arredores de Treviso como fins defensivos.

A entrada para visitar a barragem encontra-se na face voltada para a cidade e é pobremente sinalizada.

Il Cagnan a Ponte de Pria – Treviso, Itália (Foto: DoCarmo)

Comportas na Ponte de Pria – Treviso, Itália.

A Piazza dei Signori é o coração da cidade. Nela estão inseridos vários monumentos históricos e culturais, assim como, o comércio e cafés para um gostoso happy hour.

À direita da praça está o Palazzo dei Trecentoum dos monumentos mais importantes e, o Monumento da Independência, chamado pelos trevisos de Teresona.

À esquerda, no pátio do Palazzo Zignoli, há uma cópia da Fontana delle Tette (fonte das mamas). A original encontra-se no Palazzo dei Trecento.

Ao norte da praça está o Palazzo del Podestà e a Torre Comunale. 

Piazza dei Signori – Treviso, Itália (Foto: DoCarmo).

Teresona, Piazza Independenza – Treviso, Itália (Foto: DoCarmo).

via Calmaggiore é a rua principal do centro de Treviso e liga a Piazza  dei Signori à Piazza del Duomo. 

Na Piazza del Duomo  encontram-se a Catedral consagrada à São Pedro, uma obra refeita, de características neoclássicas de 1836. Junto a esta, a Diocese; o Palazzo Vescovile e o Batistério românico.

A graciosa igreja de  São João Batista, de arquitetura românica, também encontra-se nesta praça.

Fachada da Catedral de São Pedro, Piazza del Duomo – Treviso, Itália (Foto: DoCarmo).

Fachada lateral do Battistero di San Giovanni – Treviso, Itália (Foto: DoCarmo).

Isola della Pescheria

Um dos lugares mais pitorescos do centro histórico, repleto de aromas, cores e sabores. Como o nome sugere, é uma ilhota banhada pelo Cagnan Grande e abriga o mercado de peixes que ocorre todas as manhãs de terça a sábado.

Nos arredores existem inúmeras lojas, bancas de frutas, cafés e restaurantes com pratos típicos locais e que tornam a área bem  atrativa.  Além disto, a Isola della Pescheria é utilizada, especialmente no verão, para eventos como pequenos concertos ou para o Isola del Gusto.

Faça uma pausa na via Pescheria e saboreie um delicioso cup cake na Camelia Bakery. A pequena padaria prepara deliciosos cup cakes com os mais variados sabores.

Isola della Pescheria – Treviso, Itália 

Um lugar delicioso com cup cakes cheios de cores e sabores. Camelia Bakery, Treviso, Itália (Foto: DoCarmo).

Vicolo dei Buranelli

Se Isola é um dos lugares mais pitorescos, Vicolo dei Buranelli é um dos mais encantadores. Ali, viveu  um dos muitos poetas de Treviso, Giovanni Comisso (1895-1969).

A paisagem é meu sustento: reconheço isso como a fonte do meu sangue. Penetra nos meus olhos e aumenta minha força. Talvez a razão pela qual eu tenha viajado pelo mundo, não tenha sido nada além de uma busca por paisagens que me atraíram tão poderosamente… (Giovanni Comisso).

Vicolo Buranelli – Treviso, Itália (Foto: DoCarmo).

Canal Buranelli – Treviso, Itália (Foto; DoCarmo).

Assim, atravessando  pontes e canais, passando por becos e praças, virando cada esquina, uma surpresa!

Inúmeras outras preciosidades são encontradas como:

COMO CHEGAR

É possível chegar à Treviso através de diferentes meios de transporte:

  • Aeroporto Internacional de Treviso, A. Canova. Do aeroporto para o centro da cidade há várias opções, como trem, ônibus ou carro.
  • Estação Central Treviso. Localizada apenas a 1,0 Km da Piazza del Duomo  e a 30 km das estações de trem de Veneza. Serve a cidade e a comuna italiana de Treviso, na região de Vêneto.
  • Ônibus: Diversas operadoras prestam serviço nesta rota.
ATENÇÃO!

O centro histórico de Treviso é pequeno o que permite conhecer seus principais monumentos em um bate volta a partir de Veneza ou de outras cidades da região.  No entanto, a cidade deixa um gostinho de quero mais.

Assim, se possível, reserve a estadia de pelo menos uma noite na piccola Venezia e

                                                                                                                                Boa viagem!

comments